LEAP INFORME

​LEAP BRASIL

INFORMES
3° trimestre 2014

SETEMBRO

Mais um policial morto na “guerra às drogas”
Conforme noticiado, o comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, no conjunto de favelas cariocas conhecido como Complexo do Alemão, capitão Uanderson Manoel da Silva, de 34 anos, morreu em 11 de setembro, em consequência de tiro sofrido durante confronto naquela localidade. Esta é mais uma das muitas mortes que têm atingido policiais militares colocados no front da versão brasileira da “guerra às drogas”, para inutilmente colocar em prática a falida, danosa e sanguinária política de proibição às arbitrariamente selecionadas drogas tornadas ilícitas. Essa é uma política contrária à vida. É preciso pôr fim ao cotidiano morticínio diretamente causado pela opção bélica consubstanciada na proibicionista política de “guerra às drogas”. É preciso legalizar e consequentemente regular a produção, o comércio e o consumo de todas as drogas.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=283&mes=9

Relatório da Comissão Global de Política de Drogas
Em 10 de setembro, em New York, a Comissão Global de Política de Drogas lançou relatório intitulado “Sob Controle: Caminhos para uma Política de Drogas que funcione”. Tendo entre seus membros os ex-presidentes do Brasil, Fernando Henrique Cardoso; do México, Ernesto Zedillo; da Colômbia,Cesar Gaviria; da Suíça, Ruth Dreifuss; e o ex-secretário geral da ONU, Kofi Annan, a Comissão Global avançou em relação a seu primeiro relatório lançado em 2011, agora reconhecendo que a reforma da política de drogas há de incluir a legalização de mercados. Com efeito, legalizar e consequentemente regular a produção, o comércio e o consumo de todas as drogas é a única opção política indispensável para definitivamente pôr fim à nociva e sanguinária “guerra às drogas”, única opção política para definitivamente pôr fim a todos os inúmeros danos causados pela ilegítima, falida e insana proibição.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=282&mes=9

AGOSTO

Diretor Executivo da LEAP em visita ao Rio
O Diretor Executivo da Law Enforcement Against Prohibition (LEAP), Major (aposentado) da Polícia do estado de Maryland, EUA, Neill Franklin, esteve no Rio de Janeiro, onde proferiu palestra no auditório da Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra (ACADEPOL), em 12 de agosto. O evento – Legalização das Drogas em Debate – foi promovido pela LEAP BRASIL em conjunto com a ACADEPOL, contando com audiência de mais de cem policiais.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=273&mes=8

A legalização cada vez mais próxima: posicionamentos do New York Times e da Folha de São Paulo
O New York Times e a Folha de São Paulo juntam-se a outros órgãos de informação, como o Guardian do Reino Unido, que crescentemente vêm reconhecendo a falência e os danos provocados pela proibição e sua política de “guerra às drogas”. O claro posicionamento de órgãos de informação dessa importância constitui, sem dúvida, passo decisivo no caminho da necessária legalização – e consequente regulação – da produção, do comércio e do consumo de todas as drogas, a indicar que esta se torna cada vez mais próxima.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=272&mes=8

JULHO

Referendum para legalização da maconha em mais um estado norte-americano
Mais um estado norte-americano realizará referendum objetivando a legalização e consequente regulação da produção, do comércio e do consumo de maconha. Trata-se do estado do Oregon. Em 22 de julho, o Secretário de Estado do Oregon certificou a obtenção do número mínimo de assinaturas requerido para a submissão da proposta ao eleitorado. O referendum acontecerá nas eleições de novembro deste ano naquele estado norte-americano.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=261&mes=7

A venda legalizada de maconha no Colorado e em Washington
Mais de um ano e meio após o referendo que aprovou a legalização da produção, do comércio e do consumo de maconha no estado norte-americano de Washington, iniciou-se, no dia 8 deste mês de julho, a comercialização legal da referida droga naquele estado, com alcance ainda bastante limitado, dadas as cuidadosas exigências para o licenciamento dos estabelecimentos produtores e de venda. Nesse mesmo mês de julho, as vendas legalizadas de maconha no estado do Colorado completaram seis meses, registrando-se uma queda nos índices de crimes, arrecadação de 10,8 milhões de dólares em impostos e geração de empregos.
http://www.leapbrasil.com.br/noticias/informes?ano=2014&i=256&mes=7

Sobre alexandremoraisdarosa

Professor de Processo Penal e Juiz de Direito Ver todos os artigos de alexandremoraisdarosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: